EUFISICA

Curiosidades...

...da Química

 Se o gelo da calote antárctica fundisse, a água daí resultante poderia 
alimentar todos os rios do Mundo durante 8 séculos,  ou então 
alimentar regularmente o rio Missisípi durante 50000 anos, e 
elevar o nível dos mares cerca de 65 m. 
 No mundo consomem-se 4000 milhões de litros de petróleo por dia.
 O gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos essencialmente constituídos 
por metano.
 Os icerbergs que se formam nos mares são quase isentos de sal.
 

 

...da Física

 
 O telescópio espacial Hubble entrou em órbita terrestre em 1990.
 A nossa galáxia é uma galáxia em espiral com cerca de 900 000 biliões de
quilómetros de diâmetro e compreende cerca de 100 000 milhões de estrelas.
 Determina-se a velocidade de rotação da Terra pelo tempo que demoram a 
chegar à Terra os sinais de rádio emitidos por astros de 
enorme massa - os quasars.
 A Terra leva só 23h e 56 min a dar uma volta em torno do seu eixo.
 O Sol é 108 vezes maior que a Terra.
 A cintura de asteróides entre Marte e Júpiter poderá conter cerca 
de 300 000 asteróides.
 PORQUE É QUE OS PNEUS DOS AUTOMÓVEIS têm RASGOS E NÃO SÃO LISOS ?
Com muita chuva, os carros podem perder o contacto com a estrada, isto é, 
flutuar sobre a água se os seus pneus forem lisos. Quando maior for a 
velocidade a que se circula mais difícil será a saída da água que se 
encontra debaixo do pneu, fazendo a roda perder aderência ao piso, provocando 
o despiste.
Os rasgos dos pneus devem ser profundos para que a pressão do pneu 
evacue a água lateralmente. Com pneus em bom estado a água é atirada 
para a esquerda e para a direita criando um verdadeiro 
nevoeiro atrás do carro. 
 PORQUE É QUE O CÉU É AZUL ?   
A luz do Sol atravessa o espaço vazio passando entre as partículas gasosas 
existentes na atmosfera e chega à Terra tão branca como de início. Mas a luz 
do Sol atinge essas partículas que absorvem a luz e depois a dispersam 
em todas as direcções. Para partículas de dimensões menores que 
um comprimento de onda, a dispersão da luz varia na razão inversa 
da quarta potência do comprimento de onda. Por exemplo, o comprimento de onda 
da luz vermelha é aproximadamente o dobro do comprimento de onda da luz azul. 
Portanto, a dispersão da luz vermelha é cerca de 1/16 da dispersão 
da luz azul. Somos então inundados por uma torrente de luz de um 
azul intenso, vinda de todas as direcções, de milhões e milhões de 
partículas gasosas. 
Se a Terra não tivesse atmosfera, o céu apareceria preto e as estrelas seriam 
visíveis de dia. A partir de altitudes da ordem dos 15 km, onde atmosfera 
começa a tornar-se rarefeita, o céu parece negro e podem ver-se estrelas 
durante o dia, facto confirmado pelos astronautas. 
 

Menu

Guardem os vossos ficheiros na web: